e-Saúde: as vantagens de treinamentos online

Confira os benefícios do uso de e-Learning para a capacitação de profissionais da área da saúde

A indústria da saúde evolui muito rapidamente e os colaboradores dessa área precisam se manter atualizados. Mas como participar de todos os treinamentos se os horários desses profissionais são tão malucos e as agendas, no geral, abarrotadas de compromissos? 

A resposta é simples: por e-Learning. Os treinamentos online têm se mostrado excelentes instrumentos de capacitação para profissionais do setor de saúde. Quer saber como? Selecionamos três benefícios dessa modalidade de aprendizado especificamente para o setor. Confira!

Acessibilidade: o e-Learning possibilita que o aprendizado aconteça em qualquer lugar e horário. É possível ter aulas após as consultas da tarde ou após um plantão matutino, no escritório, no metrô, no parque, no refeitório. Basta que os profissionais tenham internet e um smartphone ou qualquer outro dispositivo (laptop, computador, tablet) e pronto! É possível ter aula no momento mais conveniente.

Economia: os custos dos treinamentos tradicionais são muito altos – é preciso contratar um instrutor, um espaço para as aulas, materiais de apoio, além de arcar com despesas com transporte, hospedagem e alimentação dos participantes. Sem mencionar a “falta de produtividade” por conta das pausas nas atividades em dias de treinamento. Uma empresa pode economizar uma quantia razoável ao adotar o e-Learning. Além disso, os treinamentos online proporcionam o arquivamento dos dados, ou seja, a informação não se perde com o tempo e ainda pode ser atualizada e aprimorada de acordo com a necessidade. Portanto, os profissionais podem consultar os dados sempre que preciso.

Flexibilidade: algumas pessoas aprendem mais facilmente pela leitura, outras precisam visualizar detalhes em imagens, já outras são mais “auditivas”. Pelo fato de o e-Learning ser bastante democrático, ele atende a todas essas demandas. Seu sistema inclui vídeos, áudios, textos, enfim, diferenciadas formas de apresentação de um conteúdo. Além disso, um dia de treinamento pode ser algo bastante cansativo após um plantão de doze horas. Por isso, para esses profissionais que lidam com vidas, muita pressão e pouco tempo, a possibilidade de “quebrar” o aprendizado em blocos é essencial. Dessa forma, eles têm mais prazer e vontade de aprender; o que também é de grande importância para a indústria da saúde, já que seus colaboradores precisam estar certos de que estão absorvendo as informações para, assim, melhorar a qualidade de vida das pessoas.

Referência: Portal e-Learning Industry

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading
MicroPower | Gestão do tempo

Gestão do tempo

Administrar o tempo de maneira produtiva requer determinação

Em um cenário econômico de incertezas, as empresas enxugam suas equipes e cada vez mais os colaboradores agregam novas atividades. Falta fôlego, tempo e, sobretudo, organização para cumprir a agenda de compromissos. Se esse é o seu caso, confira algumas ações que poderão mudar a sua rotina, aproveitar novas oportunidades e tornar seu trabalho muito mais produtivo. 

Monte sua agenda no dia anterior – fica difícil entender o que é prioridade sem saber ao certo quais são as tarefas que devem ser entregues hoje, amanhã ou no próximo mês; o que depende de outros colaboradores; horários de reuniões e até de compromissos pessoais. Dessa forma, é indicado que durante o dia você marque o que foi concluído, o que está em progresso e o que está pendente. Ao final de cada expediente, crie o hábito de montar a programação do dia seguinte. 

Horário para começar e finalizar atividades – de checagem de e-mails a visitas a clientes, estipule o período que gastará em cada atividade. Seja realista, portanto, se você sabe que determinado processo leva mais que uma hora para conclusão, não determine que ele será feito em 40 minutos. Caso contrário, no fim do dia, você estará frustrado por não ter conseguido realizar metade do seu cronograma.

Evite interrupções, principalmente, por conta de e-mails – quando você interrompe uma atividade para atender uma ligação, checar as redes sociais ou responder e-mails, acaba levando algum tempo até retomar o foco. Procure concluir cada atividade antes de partir para outra ação. Por exemplo, termine uma proposta e então cheque o e-mail ou conclua a ligação e depois atualize um cadastro ou uma planilha. 

Tire do caminho tudo o que for simples – se você começa o dia tentando resolver questões mais delicadas, que exigem muito tempo e concentração, acaba o expediente sobrecarregado e cheio de pequenas tarefas incompletas. Portanto, tente inverter a ordem. Comece executando as atividades simples e rápidas, talvez assim você consiga ter a tarde livre para resolver pendências que exijam mais foco.

Siga o plano – conseguir gerir seu tempo de maneira produtiva requer determinação, afinal, as tarefas e os imprevistos são muitos. Portanto tente seguir o plano, sem perder a flexibilidade e a liberdade. Aprenda a dizer não quando estiver sobrecarregado, definir o que é prioridade e o que pode ficar para depois e não lotar a agenda, pois alguns espaços (janelas) são importantes para refrescar a mente, alimentar o corpo e até para o caso de urgências. 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading