Regras de ouro das redes sociais para profissionais de e-Learning

Não basta criar uma série de perfis para marcar presença na rede, é preciso oferecer valor 

Independentemente se você trabalha em uma divisão de treinamento ou no setor de recursos humanos, se o seu interesse é melhorar a performance do time de colaboradores, já deve ter percebido a necessidade de mergulhar nas redes sociais. 

Além de gerar material de pesquisa e ideias de projetos para novos cursos, principalmente em formato e-Learning, essas plataformas podem ser um excelente termômetro tanto para medir o impacto de seus treinamentos (se estão sendo assertivos e já geram resultados para a organização) quanto para examinar sua reputação como marca no mercado, entre funcionários, clientes e outros seguidores.

Entretanto, não basta criar um usuário para marcar presença em mídias como Twitter, Facebook, Google Mais e LinkedIn. É preciso oferecer bens preciosos, como informação e atenção, para seus seguidores, além de seguir “netiquetas” – regras de bom senso que ajudam a boa convivência no ambiente virtual. 

Como ter certeza se você transmite a melhor imagem para seus seguidores? Simples, confira essas regras de ouro que selecionamos para orientá-lo. 

1 – Apresente-se de maneira apropriada
Informações, logotipos, imagens, artes, linguagem – seu perfil deve estar de acordo com sua imagem profissional. Cada conteúdo postado e compartilhado deve seguir a mesma linha de comunicação em todas as redes, já que as plataformas devem “estar em harmonia”, isto é, seguir a mesma identidade visual e corporativa. Esteja atento também às regras de ortografia. Além disso, divulgue em seu site corporativo e em seus treinamentos todos os links de seus perfis nas redes sociais para que os participantes de seus cursos, clientes e outros seguidores possam encontrar facilmente a sua empresa.

2 – Seja original
É preciso fazer algo diferente para conseguir destaque na rede. Portanto procure conhecer seu seguidor e saber quais são seus interesses e necessidades. Assim, desenvolva e compartilhe conteúdos relevantes e diferenciados, criados “sob medida” para seu público-alvo. Mesmo aquilo que outros usuários e sites já divulgaram pode ser interpretado por outra perspectiva e apresentado de uma nova maneira – sempre com a menção da fonte. 

Busque gerar discussões online que levantem ideias interessantes relacionadas aos seus treinamentos e ao seu negócio, peça feedback e responda a todos os comentários educadamente, de maneira personalizada (nada mensagens automáticas). Tudo isso demonstrará que você se importa com o que seus seguidores pensam e facilitará a interação. 

3 – Forneça conteúdo relevante e evidências
Você deve se tornar “a” fonte de informação de seus seguidores. Para isso, ofereça conteúdo atualizado que gere valor a eles. Artigos, pesquisas e links de sites que contenham dados úteis, notícias de mercado, informações sobre melhores práticas e inovações funcionam como verdadeiros ímãs, ou seja, são a melhor forma para atrair seguidores. Lembre-se de informar referências sempre que seu conteúdo se basear em materiais externos, principalmente, no caso de pesquisas e análise de dados.

4 – Saiba separar assuntos corporativos e assuntos pessoais
Mantenha separadas as conexões pessoais das profissionais. Dessa forma, você evita que comentários inoportunos apareçam para seus clientes, colaboradores e outros seguidores. Essa também é uma excelente estratégia para evitar que convites de aniversário, casamento ou do futebol da quarta à noite sejam enviados para toda a sua rede de contatos, que pode achar inconveniente esse tipo de ação. Defina seu público-alvo e concentre-se neles.

Referência: Portal e-Learning Industry
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading