Aprendizado verde

Substituição do impresso pelo online, programas para o uso controlado de veículos, adaptação dos centros de treinamento: confira iniciativas que visam o uso consciente de recursos em treinamentos

Quando você pensa em treinamento também lembra de catálogos de cursos, folhetos de marketing, manuais de treinamento multicoloridos, bloquinhos, canetas, cartões de visita e mais uma centena de panfletos. Pois agora, a partir da leitura deste post, você vai passar a relacionar esse tipo de evento com sustentabilidade. Não entendeu? 

Pensando em criar um ambiente de aprendizado mais sustentável, cada vez mais, as áreas de treinamento e desenvolvimento das organizações começam a investir em novas estratégias de divulgação e apresentação, tendo em vista o uso consciente de recursos. Em seu livro 25 melhores práticas em aprendizagem e desenvolvimento de talentos, Nick van Dam cita algumas dessas iniciativas. Selecionamos três exemplos para sua empresa inspirar-se. Confira!

Substituição do impresso pelo online
Catálogos de treinamento, cartazes e outros materiais impressos podem ser facilmente substituídos por versões online. E ainda, registros e confirmações de comparecimento também podem ser feitos online graças a sistemas de gestão de aprendizagem e a portais de autosserviço automatizado. Os benefícios não se limitam à economia com a impressão, mas também à eliminação dos custos de transporte.

Redução de viagens com o uso de tecnologia
Soluções de e-Learning podem incluir treinamento baseado na webpodcasts, comunidades, coachingmentoring e tutoria. Ao optar pelo meio online, uma empresa evita deslocamentos de colaboradores, poupando energia e reduzindo as emissões de dióxido de carbono. Adicionalmente, podem ser feitas escolhas com viagens em grupo ou o planejamento de viagens para treinamentos com outros eventos de trabalho. 

Suporte a centros de conferência e de treinamento
Utilização de madeira certificada, sistemas de reciclagem que incluem parcerias com cooperativas, redução de resíduos operacionais (como o uso de copinhos biodegradáveis ou cerâmicos) e economia de água e energia pelo uso de sensores em torneiras e timers de iluminação: essas são algumas das medidas que podem ser tomadas para adaptar as instalações dos centros de conferência e de treinamento; o que garantirá economia e maior preservação ambiental. 

Referência: 25 melhores práticas em aprendizagem e desenvolvimento de talentos, de Nick van Dam
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading