Como identificar a melhor estratégia de treinamento para sua empresa

Os aspectos mais importantes para a escolha das soluções de aprendizagem

Uma vez identificada a necessidade ou o objetivo da capacitação, surge uma nova dúvida: como definir a melhor estratégia de treinamento? Na continuação de nosso bate-papo com Augusto Gaspar, diretor de soluções consultivas da MicroPower, tratamos desse tema, além dos fatores decisivos para cada tipo de escolha, das parcerias da área de T&D com outros setores da empresa e da possibilidade de soluções integradas de aprendizado. Confira a entrevista completa!

Qual o primeiro passo que uma empresa deve dar quando decide que irá capacitar seus colaboradores? 
A primeira preocupação é identificar as necessidades de capacitação da organização. Isso se faz dividindo a estrutura em públicos-alvo e determinando, de acordo com as necessidades dos negócios, quais as competências (conhecimentos e habilidades) são requeridas para cada um deles. Assim, será possível dimensionar e priorizar os programas educacionais necessários, bem como os recursos e meios mais adequados. Caso a organização disponha de um processo de avaliação (formal ou informal), o processo torna-se mais assertivo, uma vez que poderemos priorizar os casos onde a situação atual é mais distante da desejada e também aquelas mais críticas para o sucesso dos negócios.

A decisão sobre a melhor estratégia de treinamento está diretamente ligada ao perfil e à necessidade dos colaboradores? Por quê? 
O perfil e a necessidade de cada público-alvo são os fatores que determinam o formato, o meio de entrega e o conteúdo. A linguagem e o formato devem ser adequados ao local de trabalho, ao tempo disponível, à facilidade de acesso (online ou presencial) e, ao mesmo tempo, tratar de temas atrativos aos participantes. Como regra geral, é importante levar em consideração que os colaboradores só irão aprender alguma coisa se sentirem a necessidade daquele conhecimento ou habilidade ou se perceberem sua utilidade. Assim, é muito importante que o conteúdo reflita uma real necessidade (atual ou futura) para que haja o melhor aproveitamento.

Quais são os outros fatores que também influenciam?
Uma das maiores dificuldades que as organizações enfrentam é determinar o retorno sobre o investimento de seus programas de capacitação. A aprovação de investimentos é vinculada a resultados, assim quanto mais a área de T&D conseguir mostrar a efetividade de seus programas, de forma qualitativa e, se possível, quantitativa, mais facilmente conseguirá a aprovação de verbas para investir na qualidade e abrangência de seus programas. Outra dificuldade comum nas organizações maiores, especialmente aquelas com grande dispersão geográfica, é a capacidade de atingir de uma forma rápida e eficaz a todos os colaboradores. Nesses casos, o uso inteligente da tecnologia é a solução indicada. 

Vamos imaginar uma empresa grande, que conta com diversos perfis de profissionais (com variadas idades, funções e até nacionalidades). Como deve ser estruturado seu programa de treinamento? Soluções integradas de aprendizado são a melhor estratégia? 
Esse é um desafio interessante, que é endereçar necessidades variadas com velocidade e eficácia. As soluções adotadas por grandes corporações baseiam-se geralmente na utilização intensiva de recursos online, de forma a fornecer programas massificados e outros que atendem a pequenos grupos ao mesmo tempo, com custos razoáveis.  Assim, é possível treinar todos os colaboradores em um novo procedimento em poucos dias, por exemplo, e na mesma plataforma disponibilizar cursos para um pequeno grupo de especialistas. A adoção de recursos para a aprendizagem informal, aquela que ocorre durante o trabalho, também é fundamental para o sucesso dos programas de capacitação. Dentre esses recursos estão bases de conhecimentos, repositórios de documentos, recursos colaborativos (chatsblogs, fóruns e redes sociais corporativas), acesso a especialistas e o acompanhamento (Coaching e Mentoring). 

Quais devem ser as principais áreas parceiras de Treinamento e Desenvolvimento? De que forma essas áreas parceiras podem contribuir com o trabalho?
De uma forma geral, a parceria de todos os gestores de pessoas com T&D é fundamental para o sucesso dos programas de capacitação, independentemente da sua área de atuação. Pensando nas questões de infraestrutura e viabilização dos programas, é muito importante que o departamento de TI seja um aliado na implantação e manutenção dos recursos informatizados para a educação. 

Como a área de T&D pode envolver as demais áreas e os colaboradores para que participem ativamente dos eventos e treinamentos?
Uma vez em que os programas de T&D sejam elaborados com o objetivo de ajudar as áreas de negócio a realizar o seu trabalho, esse envolvimento torna-se natural. O cuidado aqui é sempre alinhar o conteúdo, formato e objetivos educacionais dos programas com a liderança das demais áreas, evitando gerar a impressão de que os treinamentos são “perda de tempo” para os colaboradores. 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading