Período sabático: você precisa?

O momento para dar uma pausa na carreira e refletir sobre suas escolhas

Você já pensou em dar um tempo na rotina agitada, fazer algo prazeroso e repensar seus objetivos? Se está nessa fase agora, considere um período sabático como uma das melhores opções. A tendência que começou entre altos executivos, cada vez mais, passa a ser estudada por profissionais que atuam em diferentes funções e áreas. 

No entanto, como saber se o que você precisa é de fato um período sabático e não de férias? Vale ressaltar que as duas coisas são bem diferentes. As férias duram menos tempo e representam uma breve quebra na rotina, mas não um período tão reflexivo como o sabático, momento ideal para divertir-se também, mas, sobretudo, para buscar aprimoramento pessoal, novos rumos e motivações. 

Por isso, se você não está simplesmente querendo relaxar e precisa repensar os planos, avalie a possibilidade de uma pausa maior. Destacamos os pontos que merecem mais atenção antes de investir na escolha. Confira!

Tempo
O tempo de afastamento no período sabático é superior ao do período de férias. Ele pode levar seis meses, um ano ou até mais. Tudo vai depender da escolha do profissional, que poderá planejar a pausa na carreira para um intercâmbio, escrever um livro, estudar música ou qualquer outra atividade prazerosa e interessante que o ajude no autoconhecimento e a rever valores e caminhos.

Relacionamentos
O período sabático �� uma ótima oportunidade para estreitar a relação com família e amigos. Parte do tempo livre pode ser reservada para visitas e passeios que há algum tempo andam sendo deixados de lado por conta da rotina tumultuada. Mas não deixe a agenda 100% livre. A falta de atividades pode levar a um tipo de ócio nada criativo e trazer ansiedade e desorientação.

Finanças
É preciso planejar-se financeiramente para o tempo em que você estará sem receber remuneração. A “poupança” deve prever todas as suas despesas básicas, afinal, você continuará tendo de pagar condomínio, assistência médica, alimentação, entre outras contas. As atividades de lazer como passeios com os amigos e viagens também devem ser previstas. É importante ainda calcular uma verba extra para o período de retorno até que você retome as atividades em seu emprego ou encontre uma nova vaga no mercado de trabalho.

Planejamento
Não é apenas com planejamento financeiro que o profissional deve se preocupar quando decide tirar um período sabático. É importante que ele comunique antecipadamente a seus líderes e prepare um substituto para realizar suas funções enquanto estiver fora. Deixar a casa em ordem antes de embarcar na jornada de autoconhecimento é importante, inclusive, para que haja chance de retornar para a sua posição quando desejar. 
Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading