Do you speak... Mandarim?

Além do inglês, considerado como língua universal dos negócios, atente-se a outros idiomas que irão ajudá-lo a conquistar as melhores oportunidades

“Quem não se comunica, se trumbica” ou, adaptando a frase do lendário José Abelardo Barbosa de Medeiros, quem não se comunica também não consegue destacar-se no mercado de trabalho. Falar idiomas já deixou de ser um diferencial há algum tempo. Seja para lidar com clientes do exterior, seja para dirigir uma empresa ou para ter acesso e aprender conteúdos produzidos por estrangeiros, na era da informação, quem fala mais de uma língua é rei!

Além do inglês (considerado como língua universal dos negócios) e do espanhol, o estudo dos idiomas alemão e francês estão em alta. Mas tudo vai depender de sua situação profissional e seus objetivos futuros. Por exemplo, se deseja ingressar em uma multinacional alemã, falar o idioma da matriz pode aproximá-lo da direção.

Por mais difícil que pareça, muitos profissionais de diferentes regiões do mundo já dominam inclusive o mandarim. O que não é nada simples, pois dependendo do tom usado, o significado de uma palavra nesse idioma pode mudar drasticamente.

Além dos cursos de idiomas tradicionais, em sala de aula, já é possível ter acesso a aulas gratuitas online, de acordo com sua disponibilidade. Há sites e aplicativos como o Duolingo, o Livemocha e o Busuu, que oferecem lições de gramática, expressões idiomáticas, exercícios de conversação, entre outras atividades.

Aprender outro idioma pode ser bem complicado, ainda assim, algumas estratégias podem ajudá-lo. Tome nota e mãos à obra!

Mergulhe na cultura – quando você torna o aprendizado divertido, ele também fica mais simples e natural. Portanto, se está aprendendo a falar outro idioma, por exemplo, francês, leia artigos e livros franceses, assista a filmes e deixe o celular configurado na língua. Isso tudo ajudará a tornar a experiência mais dinâmica e prazerosa. 

Tenha objetivos bem definidos – É importante estabelecer metas para o aprendizado. Um mês para a conclusão de um módulo; a cada semana o aprendizado, pelo menos, seis de novas palavras; um ano, dois, três anos para a conquista da fluência. 

Dedique tempo – Escolha uma hora do dia em que você esteja mais tranquilo para estudar o conteúdo. Pode ser antes de sair para o trabalho, antes da aula na faculdade, ao voltar para casa. Se sua agenda estiver muito cheia e for difícil dedicar uma hora ininterrupta ao aprendizado, separe as atividades em leituras de quinzes minutos, conversação em três minutos, isto é, quebre o processo em pequenos blocos de tempo e atividades.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading