Checklist de design para e-Learning

Não é muito complicado criar um design de impacto, mas é preciso seguir alguns passos básicos

Quais são os elementos mais importantes para a criação de um e-Learning interessante e, principalmente, efetivo para seus colaboradores? Sintetizando a resposta: um conteúdo de qualidade, ferramentas de suporte e, claro, um bom design

Como bom design entendemos um projeto que facilite a utilização do usuário, seja simples, dinâmico e atrativo o suficiente para fisgar a atenção do colaborador e que o instigue a manter o foco no material, ignorando qualquer outra distração (celular, redes sociais, TV etc.).

Não é muito complicado criar um design de impacto, mas é preciso seguir alguns passos básicos – uma espécie de checklist do design. Com base no conteúdo criado pelo SHIFT eLearning Blog, selecionamos a lista de atividades. Confira as ideias e bom trabalho!

Ter foco (um ponto focal): ter um elemento visual de peso, que se destaca entre os outros, vai ajudá-lo a fazer com que os usuários prestem mais atenção a sua mensagem. Pode ser uma fotografia, texto, logotipo ou qualquer outro elemento visual. Deve, mais importante ainda, ser enfatizado pela cor, contraste, tamanho, local ou movimento. Mas atenção: destaque apenas um ou outro elemento, pois destacar diversos itens tem o mesmo efeito de não destacar nenhum.

Mostrar continuidade visual: você já entrou em um shopping onde achou difícil encontrar a praça de alimentação, os banheiros ou até a saída? A primeira impressão deve ter sido: que local mal planejado! Pois bem, é preciso cuidado para que não aconteça a mesma coisa com seu projeto de e-Learning. A ideia de fluxo ou movimento é fundamental para um bom design de e-Learning, já que conduz o participante no treinamento. Portanto, sequencie o conteúdo (o que aparece primeiro e o que aparece depois); organize elementos gráficos; e construa lacunas em seu projeto ou espaço para os elementos, de modo que o aluno possa pausá-lo e ainda reter o conteúdo em sua mente.

Ter cuidado com fontes, cores, legibilidade do texto: acesse os posts anteriores O uso de cores no e-Learning e A fonte certa nos quais exploramos esses elementos.

Ser funcional: não adianta criar um curso com elementos gráficos interessantíssimos, tipologia adequada e cores motivadoras, sem um conteúdo de peso. É preciso equilíbrio entre beleza funcionalidade. Para tanto, certifique-se de organizar os vários elementos de tela no modo que os alunos encontrem facilmente as informações; capriche na pesquisa de dados e conceitos; destaque as informações mais críticas na tela e simplifique ao máximo a linguagem para a total compreensão do leitor; crie um layout consistente e torne a navegação intuitiva.

Referência: SHIFT eLearning Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Pingbacks and trackbacks (1)+

Loading