Como esclarecer conceitos pelo e-Learning

Parece complicado, mas por meio de exemplos e analogias é possível explicar as ideias mais abstratas

Conceitos são ideias, ferramentas de conhecimento que identificam, definem, explicam elementos e eventos da vida real. Mas como explicá-los de modo simplificado, com a linguagem clara e ao mesmo tempo sucinta que um treinamento em formato e-Learning exige?

Há dois tipos de conceitos: aqueles que tratam de assuntos tangíveis, visíveis e fáceis de serem exemplificados e, o oposto, os conceitos abstratos. Imagine um treinamento para engenheiros mecânicos sobre a operação de máquinas em uma indústria de aeronaves; ele provavelmente será pautado por elementos de simples visualização, por prática ou exemplos reais, algo como “para elevar a plataforma, acione o botão amarelo” ou “o comando SW faz com que o maquinário parafuse automaticamente; pressione-o duas vezes para interromper a operação” com imagens e vídeos que demonstrem facilmente o que está sendo proposto. Já um treinamento voltado para a formação de líderes apresenta com frequência conceitos abstratos, instiga sentimentos, objetivos e estimula sensações que dificilmente conseguem ser demonstradas de forma “palpável”.

Quando você tem em mãos a missão de construir um projeto de e-Learning, precisa estar atento a forma como irá transmitir esses conceitos da melhor maneira possível para seu colaborador. Selecionamos três passos básicos para ajudá-lo. Confira!

1 – Defina os conceitos
Detalhe qual é o conceito, sua classificação, quais as características básicas e o que o distingue de ideias semelhantes, suas peculiaridades. 

2 – Forneça exemplos
Quanto é dois mais dois? A resposta é rápida, você sabe quanto e, sobretudo, já tem isso memorizado. Mas essa lógica não irá ajudá-lo a entender o conceito e aplicá-lo de forma efetiva em seu dia a dia. Assim, oferecer exemplos irá ajudar a explicar conceitos aos participantes de seus cursos. Eles facilitarão a compreensão e a retenção das ideias. Ao sugerir exemplos, busque relacioná-los à realidade dos participantes, às atividades que eles realizam diariamente.

3 – Faça analogias e conecte exemplos
Analogias estimulam a memória, pois ajudam a relacionar um novo conhecimento a lições já estudadas e experiências adquiridas, ou seja, a conhecimentos com os quais o colaborador já está acostumado a lidar. Usar analogias estimula a compreensão, melhora a retenção do conhecimento e assegura o processo de aprendizado para que não haja mal-entendidos.

Referência: SHIFT eLearning Blog

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading