Até quando sua empresa vai ficar sem games?

Empresas de diversos segmentos investem em alguma iniciativa baseada em jogos em busca de alta performance

Com a evolução do mercado e a velocidade do aprendizado, as organizações buscam novos caminhos para capacitar e desenvolver seus colaboradores. Um dos temas mais debatidos em seminários e congressos da área de Treinamento e Desenvolvimento (T&D) é justamente como tornar os treinamentos mais engajadores e interessantes para os participantes e, ao mesmo tempo, mais efetivos para os negócios, de maneira que melhorem resultados, reduzam custos, aumentem a performance, entre outros benefícios. 

Nesse sentido, as novas tecnologias têm aberto uma série de caminhos. O uso de jogos, também conhecido como Gamification ou Gamificação, é tendência mundial em empresas de diversos segmentos. Em 2015, o instituto de pesquisa americano Gartner Group previu que metade das empresas que investem em inovações terá alguma iniciativa baseada em jogos para, por exemplo, dar feedbacks, transmitir normas e procedimentos, promover mudança de comportamento entre os funcionários. Por isso, exploraremos três benefícios dos games, três “empurrões” para incentivar você a investir nessa modalidade de treinamento para seus colaboradores. Confira!

1 – Atrair e “segurar” atenção dos colaboradores
Mesmo que o treinamento tenha como foco assuntos mais densos, como segurança de dados ou compliance, a proposta de Gamification consegue torná-lo muito mais interessante e instigante. Isso porque as pessoas envolvem-se mais com a sua dinâmica, o que torna a experiência de aprendizado mais leve, natural e divertida.

2 – Propor carga de realidade em um ambiente de testes
Os jogos contam com características bastante específicas: cenários e desafios que induzem os participantes a fazer escolhas que geram diferentes consequências e resultados. Isso torna o aprendizado muito mais efetivo para a vida real, pois coloca o participante em situações que ele enfrentará em sua rotina profissional, mas, ainda assim, um ambiente que inclui o erro como parte do processo de aprendizagem; diferentemente da aprendizagem sistematizada, na qual o erro normalmente não é bem tolerado. Sem receio, soluções inovadoras brotam com muito mais facilidade.

3 – Melhorar a capacidade de retenção da informação
Criar uma experiência positiva tem um grande impacto na memória do participante do e-Learning. Ao tornar o processo de aprendizado mais divertido, o nível de retenção do conhecimento aumenta. Isso porque o colaborador participa mais ativamente do processo, constrói pontes entre as novas ideias e os conceitos já aprendidos, tudo de maneira mais descontraída e natural.

Se sua empresa está em busca de soluções para trabalhar a alta performance de uma forma divertida, dinâmica e eficaz, pense no uso de games como uma estratégia para reinventar o negócio a partir do engajamento dos colaboradores. Já conhece o Estúdio de Conteúdos da MicroPower? Esse será o primeiro passo para aprimorar seus treinamentos. Entre em contato com nossos especialistas e conheça todas as nossas soluções! 

Referência: Portal e-Learning Industry

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading