O e-Learning que seus colaboradores irão amar

Para elaborar um projeto de e-Learning, é preciso mais do que conhecer o público-alvo e compreender sua necessidade

Em tempos de rápida e ininterrupta conexão, é essencial elaborar experiências de aprendizagem digitais que as pessoas simplesmente adorem consumir – práticas, fluídas e envolventes. Mas atenção: criar um fluxo educacional intuitivo exige a implantação de um poderoso sistema de gestão do aprendizado, para que suas funcionalidades sejam aliadas às melhores práticas para o uso do e-Learning.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como converter a queda de desempenho em alta performance

Ações que favorecem a gestão de desempenho e o engajamento de talentos

A queda de desempenho está atrelada a objetivos não compreendidos ou até não estabelecidos e expectativas frustradas dos dois lados – empresa e colaborador. Fatores diversos como a falta de incentivo, reconhecimento, comunicação ou integração, por exemplo, podem desestimular o bom profissional, que por sua vez passará a dedicar-se menos para obter resultados. Já para o contratante, a situação pode gerar problemas com outros colaboradores, baixo retorno para o que foi investido em mão de obra/projetos e queda na competitividade.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Não basta implementar, é preciso aprimorar o e-Learning

Para ampliar a adoção do e-Learning, aumente sua utilidade

O sucesso de um projeto de e-Learning depende de uma análise rigorosa da empresa e de seus objetivos, bem como do perfil de seus colaboradores. Além disso, são necessários investimentos e ações para desenvolver uma cultura de aprendizado e aumentar a utilidade da ferramenta, demonstrando as vantagens da aplicação no dia a dia do negócio. Nesse processo, alguns elementos são essenciais. Confira quais são eles!



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Popularize o podcast em sua organização

Ferramenta prática e efetiva, o podcast conquistou o campo da educação corporativa

Excelentes para complementar material textual, apresentar orientações preparatórias, narrar o passo a passo de processos, estudar diferentes idiomas e tópicos, entre outras utilidades, os podcasts estão entre as soluções educacionais preferidas dos colaboradores.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Inscrições abertas para o Prêmio Learning & Performance Brasil 2016/2017

As organizações podem inscrever seus projetos até o dia 8 de abril

Estão abertas as inscrições para a edição 2016/2017 do Prêmio Learning & Performance Brasil, comemorativa de 15 anos. Até o dia 25 de abril, as organizações podem inscrever um ou mais projetos, desde que atendam aos requisitos detalhados no regulamento do prêmio.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como potencializar o treinamento com video based learning

Particularidades dos vídeos que deixam o e-Learning muito mais eficaz e convidativo

Talvez pela facilidade para a compreensão da informação que esse tipo de mídia proporciona à audiência ou pelo formato menos cansativo e mais envolvente da combinação de imagem, som, roteiro e outros efeitos, o consumo mundial de vídeos tem aumentado com muita velocidade.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Como criar roteiros de vídeos educacionais

Saiba mais detalhes sobre o processo de roteirização de diferentes soluções em formato de vídeo

Roteiros educacionais são conteúdos didáticos e parte fundamental do processo de aprendizagem dentro de uma organização. Eles devem ser baseados em todo o conteúdo técnico (conhecimento que se deseja transmitir para o colaborador) e seguir as diretrizes do design instrucional.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Implementação e Gestão do e-Learning

O processo para a implementação e gestão do e-Learning requer uma série de ações que, se negligenciadas, podem fazer qualquer iniciativa fracassar

Saber gerir pessoas, prazos, custos e orçamentos de projetos de e-Learning não é tarefa simples. É importante conhecer o processo de diagnóstico das necessidades de formação, métodos, tendências do mercado. Imprescindível também trabalhar a comunicação interna e externa; fazer um alinhamento da estratégia de treinamento com os diferentes stakeholders da organização – acionistas, diretores, eventuais apoiadores e financiadores dos projetos, bem como influenciadores, especialistas que compartilharão expertises e colaboradores de diferentes níveis e áreas que participarão dos treinamentos e ajudarão no processo de divulgação dos mesmos.



Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

Acessibilidade na web

Websites acessíveis beneficiam a todos, não somente às pessoas com deficiência

Existem diversas definições de acessibilidade: facilidade de acesso, condição para utilização, autonomia, possibilidade de alcance e de segurança – tanto em serviços de transporte, quanto em dispositivos, sistemas, meios de comunicação e informação. 

Mas você sabe o que representa a acessibilidade na web? Uma grande conquista para mais de 45 milhões de brasileiros – número de pessoas com algum tipo de deficiência no país.




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter

4 dicas de como usar visual thinking no e-Learning

Exemplos de alguns dos melhores elementos visuais para o ensino corporativo

Na semana passada, divulgamos um post para apresentar as vantagens do visual thinking – técnica bastante interessante que conecta ideias e conceitos complexos a elementos visuais como imagens, ícones, infográficos, mapas, diagramas, entre outras artes gráficas, facilitando a compreensão dos conteúdos e o processo de retenção do conhecimento.

Hoje vamos apresentar exemplos de como e quando utilizar alguns dos melhores elementos visuais para o ensino corporativo. Boa leitura!




Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
MicroPower | Alta Performance: invista no fortalecimento da cultura empresarial

Alta Performance: invista no fortalecimento da cultura empresarial

Estruturar uma estratégia global de treinamento significa também investir na cultura empresarial

Na semana passada, tivemos um post sobre treinamentos e conexões globais, que tratou da preocupação das instituições em capacitar seus colaboradores estruturando uma estratégia de treinamento ligada à cultura empresarial, à cultura dos profissionais (idioma, costumes, legislação e outras particularidades) e às necessidades do time. 

No texto de hoje, reforçamos a ideia de que estruturar uma estratégia global de treinamento significa também investir (muito) na cultura empresarial. Para exemplificar, usamos uma citação de Marc Rosenberg na obra Além do e-Learning, abordagens e tecnologias para a melhoria do conhecimento, do aprendizado e do desempenho organizacional

Conforme explica o especialista, muitas empresas tentam fazer coisas demais com treinamentos para resolver problemas enraizados ou até como a principal ferramenta passível de mudar uma cultura. “Será que aprender algo novo se traduz em uma mudança de atitude ou opinião? (...) O treinamento de vendas em si é suficiente para melhorar a produtividade da força de trabalho?”, Rosenberg questiona.

Sabemos que embora o treinamento seja utilizado para atingir objetivos de negócios, ele geralmente não consegue realizá-los sozinho, lutando e passando por cima de uma supervisão deficiente, ferramentas e processos desatualizados, incentivos e premiações insatisfatórios, entre outros fatores que entravam a alta performance.

Por isso, antes de apostar todas as fichas em treinamentos, reavalie como andam os processos internos de sua organização. Examine muito bem o que há de poderoso em sua estrutura e seus talentos, mas, principalmente, aquilo que pode ser melhorado, o que pode gerar mais satisfação para o time, rentabilidade para o negócio, praticidade em métodos e processos, melhor comunicação e compartilhamento de informações e até sentimentos. Somente dessa forma, sua estratégia de treinamento não será em vão e irá gerar valor para a organização e colaboradores.

Referência: Além do e-Learning, abordagens e tecnologias para a melhoria do conhecimento, do aprendizado e do desempenho organizacional, de Marc J. Rosenberg.

Compartilhe esta notícia nas redes sociais:
LinkedIn Facebook Google+ Twitter
Loading